Biohacking: o que é? Entenda como funciona

O funcionamento da mente e o corpo humano, há muito tempo, foram considerados grandes mistérios. Mas, graças ao avanço da ciência e das tecnologias, hoje, é possível acender uma luz em meio à escuridão. E parte dessa luminosidade e clareza vem do biohacking. 

Quem nunca ouviu falar sobre o termo, com certeza, vai se surpreender! A princípio, o termo parece algo complexo, coisa de ficção científica. Só que, na prática, dá para notar que é possível explorar a ideia com muita facilidade. 

Neste conteúdo, nós vamos te explicar todos os detalhes do conceito. Mais do que isso, mostrar como dá para viver melhor — com mais saúde e bem-estar.

Mais especificamente, vamos passar pelos seguintes tópicos: 

  • o que é biohacking? 
  • principais pilares do biohacking 
  • tecnologia e biohacking 
  • quando o biohacking pode ser utilizado? 
  • é seguro utilizar biohacking? 
  • conclusão. 

O que é biohacking? 

O próprio termo já dá uma pista do que se trata. Vamos “quebrar a palavra”, para entender… 

“Bio” vem de vida, já “hacking” é uma derivação de hacker, o ato de conhecer e modificar máquinas e dispositivos eletrônicos. 

Biohacking, então, é investigar corpo e mente dos indivíduos. O intuito é descobrir possíveis potencialidades e limitações. 

Depois disso, fazer espécies de ajustes, para que as pessoas possam pensar, estudar, aprender, se exercitar, trabalhar muito melhor. 

Mais adiante, vamos ver como as investigações e descobertas são possíveis. 

Por ora, vale comentar que, em algumas partes do mundo, indivíduos já usam chips e outros recursos mais invasivos. 

Só que, não tenha dúvidas: biohacking pode ser muito mais simples e acessível! 

Principais pilares do biohacking 

Como dito, lá no início do texto, o corpo e a mente humana nem sempre foram áreas claras. 

Por exemplo, nem sempre deu para saber como funciona o processo cognitivo do cérebro. Podemos até trazer um exemplo mais recente e, ainda, em descoberta… 

Atualmente, os cientistas lutam para entender porque o coronavírus (SARS COV 2) consegue debilitar mais alguns gêneses do que outros. 

Enfim, essas questões foram e são grandes pautas de estudos. Aliás, pesquisas que só foram e são possíveis com o uso de tecnologia e investigação. 

Com o biohacking, a lógica é basicamente a mesma. Veja um pouco mais dos pilares envolvidos no conceito: 

Tecnologia e biohacking 

Saber quais são as facilidades e limitações, de corpo e mente, depende de exames e outros recursos tecnológicos. 

Vamos usar dois exemplos. 

Imagine que você queira saber como o seu cérebro se comporta, após tomar nootrópicos. Nesse caso, daria para fazer uma ressonância e entender todo o processo feito pela mente. 

Agora, imagine outra situação, ainda mais comum… Você pretende perder gordura. A partir disso, compra alguns suplementos focados em queima de calorias, ok? 

Já para monitorar os resultados, usa um smartwatch, que mostra a quantidade de calorias gastas em um determinado tempo. 

Resumindo: nesses dois exemplos, foi possível entender melhor como a mente e o corpo funcionam. 

Depois das descobertas, claro, dá para, colocar em prática, recursos que auxiliem a performance, seja física ou mental. Tudo sobre nootrópicos você encontra na Dr. Inteligente.

o que é biohacking

Quando o biohacking pode ser utilizado? 

Biochaking pode ser usado sempre quando houver a vontade de saber potencialidades e limitações humanas. 

Por exemplo, você é um programador e deseja render mais, no seu trabalho? 

Ou, ainda, você é um jogador on-line e quer vencer mais partidas? Mais um caso: você está na rotina de estudos para prestar um concurso público? 

Em todas essas e em muitas outras situações, dá para investigar seu corpo e sua mente. Em seguida, tomar as providências que proporcionem melhorias. 

Uma ótima saída, que sempre indicamos, é o uso de smart drugs — substâncias lícitas e seguras que melhoram os processos cognitivos da mente. 

Dessa forma, você consegue ter uma melhora ao receber estímulos (sonoros e visuais). Essas percepções, depois, viram novas informações para o cérebro. 

Saiba mais sobre as smart drugs, neste conteúdo, que já divulgamos aqui no Dr. Inteligente!  

É seguro utilizar biohacking? 

Dito o que é biohacking, ainda falta saber se essa prática é mesmo segura. Você pode ficar tranquilo quanto a isso, porque: sim, usar biohacking é algo seguro. 

A investigação sobre o corpo e a mente — como mencionado — pode ser feita por meio de exames médicos e uso de dispositivos de tecnologia, por exemplo. 

Ou seja, recursos já bem comuns no dia a dia de médicos, cientistas e outros profissionais. 

Vale frisar que as smart drugs também são lícitas, não fazem nenhum mal às pessoas. 

Aqui, vale destacar outro ponto importante… Existem, ainda, outras medidas até mais simples para aperfeiçoar o corpo e a mente. Estamos falando sobre hábitos saudáveis. 

Comer bem, dormir horas suficientes para um sono reparador, se exercitar com recorrência, evitar alimentos industrializados, não consumir drogas, maneirar nas bebidas alcoólicas… 

Tudo isso também potencializa o cérebro e todo o corpo. Além disso, gera mais qualidade e aumento da expectativa de vida.  

A melhor sugestão é mudar o seu estilo de vida — torná-lo mais saudável — e utilizar algumas smart drugs para ter um aperfeiçoamento na capacidade de: pensar, se exercitar, tomar decisões, etc. 

Para saber mais sobre Biohacking, conheça o site da Dr. Inteligente!

como funciona o biohacking

Conclusão

Então, ficou surpreso com as informações e, sobretudo, com o poder de biohacking? 

Como vimos, neste conteúdo, o termo significa fazer uma análise de todo o corpo. Isso para descobrir limitações e potencialidades. 

Depois, já é possível seguir algumas medidas para realizar ajustes. É indicado, por exemplo, seguir um estilo de vida saudável e, paralelamente a isso, usar smart drugs, ou os famosos nootrópicos

Dessa forma, você pode estudar, trabalhar, se exercitar, meditar, enfim, tudo de modo mais eficiente. 

Há ainda muito mais a se descobrir sobre esses temas. Continue aqui no site e no blog do Dr. Inteligente e descubra outros assuntos similares!