Hacks mentais: tudo o que você precisa saber sobre o assunto

Hackear a mente e o corpo é uma tarefa que não existe só em filme de ficção cientifica, pode acreditar! 

Muitos estudos e pesquisas foram feitos até os dias atuais, para mostrar o seguinte… 

É possível desenvolver e aprimorar habilidades cognitivas, apenas, com hábitos diários. Quer saber como? Nós vamos explicar tudo neste conteúdo sobre hacks mentais. 

Você vai ver que dá para render muito mais, no trabalho e nos estudos, basta readequar a sua rotina e alguns costumes. 

Muito interessante, não é mesmo? Então, continue a leitura deste conteúdo e aproveite as melhores dicas para sua vida! 

O que são hacks mentais?

o que são os hack mentais

Os hacks mentais são práticas que ajudam a melhorar a performance do cérebro e, consequentemente, do corpo. Afinal, a mente comanda absolutamente tudo. 

Isso ao que diz respeito, por exemplo, ao aperfeiçoamento da memória, concentração, foco, reflexo e outros aspectos. 

Além disso, vale saber que os hacks mentais estão ligados à parte cognitiva do cérebro — responsável por captar estímulos (visuais e sonoros, por exemplo) e transformá-los em novas informações. 

Benefícios dos hacks mentais para a memória, produtividade, trabalho, estudos e mais…

Agora que já vimos o que são hacks mentais, podemos falar dos benefícios deles. 

De maneira geral, os hacks levam a um aprimoramento das habilidades mentais e corporais. Ou seja, você coloca em prática, hábitos que ajudam nos estudos, no trabalho, enfim. 

O primeiro benefício, então, é o autoconhecimento em si. A partir disso, claro, é possível render mais — nas tarefas profissionais e, mesmo, pessoais. 

Você passa a saber o que precisa aprimorar para, depois, praticar as dicas de aperfeiçoamento. 

E como dissemos, os hacks mentais levam à melhora da concentração, foco no presente, tomada de decisões, memória e outros pontos. 

Tudo isso, sem dúvidas, contribui para a produtividade, seja nos estudos ou no trabalho. 

Os melhores hacks mentais para você aplicar na sua rotina 

Podemos afirmar que os hacks mentais, basicamente, dependem de um estilo de vida saudável. 

Todos os hábitos diários que vamos citar, querendo ou não, vão ao encontro disso: vida saudável. 

Além disso, existem outras opções para auxiliar na sua produtividade, como os nootrópicos.

Então, primeiramente, esteja disposto a reajustar o seu dia a dia. Agora, confira quais são as formas de hackear a mente: 

Tenha uma boa noite de sono e acorde cedo

Pode não parecer, mas, dormir bem é um dos hacks mentais. É que as boas noites de sono conseguem recuperar as atividades do corpo e do cérebro. 

Nesses momentos, repousamos e, com isso, podemos recarregar as energias. Você, após uma boa noite de sono, já deve ter se sentido mais disposto e produtivo. 

Agora, imagina fazer isso todos os dias? Só tem benefícios! 

Também vale saber que, durante o sono, novas informações (aprendidas durante o dia) são “gravadas” na mente. 

Diante disso tudo, procure dormir melhor sempre! 

Algumas medidas que ajudam a melhorar o sono são: 

  • banho morno antes de se deitar; 
  • uso de velas aromáticas ou de difusor, no quarto; 
  • luz amarela ao invés de luz branca, também no quarto;
  • diminuição do uso de telas (celular, notebook, tablet e afins) uma hora antes de se deitar. 
boa noite de sono

Descubra a sua forma de aprendizagem 

Aprender é mais um dos hacks mentais, pois esse processo mantém a mente em plena potencialidade. 

É um daqueles momentos em que você se desafia e consegue alcançar a superação. 

E para aprender muito mais, vale a pena encontrar os melhores caminhos. Mas, como assim? 

O que acontece é que as pessoas podem aprender (melhor) de formas distintas. Por exemplo, há quem prefiras somente leituras, outros gostam de ouvir e anotar as novas informações. 

Também existem aqueles que necessitem associar os novos conceitos, em esquemas visuais. 

Enfim, cada um à sua maneira e tudo bem! O mais importante é encontrar o que mais faz sentido para você. Depois, se colocar para aprender, aprender e aprender sempre!

Faça meditação

A meditação, prática oriental milenar, é capaz de potencializar: foco e concentração. E, a partir dessas duas habilidades, fica mais fácil viver melhor. 

Então, por que não começar a meditar ainda hoje? A técnica não demanda nada mirabolante. 

Basta sentar ou deitar, em uma posição confortável, e focar na própria respiração, além de pensamentos e sensações do momento. 

Fazendo isso diariamente, durante alguns minutinhos, já vai te ajudar muito! 

Construa um palácio de memórias

Lembrar de fatos é mais uma forma de estimular o cérebro. Diante disso, fica dica de, ao final do dia, lembrar e anotar tudo o que aconteceu… 

O que você aprendeu? Com quem falou? Quais foram as tarefas cumpridas? O que ficou para o dia seguinte? O que te deu mais satisfação e o que foi mais desafiador? 

É claro que, também, vale se esforçar e lembrar de fatos mais antigos, como o que aconteceu há um ano e, até mesmo, recortes da sua infância. 

Se deixar, a mente tem o costume de “viver no automático”, por isso, é importante parar e refletir mais sobre tudo. 

Coloque-se para lembrar dos fatos. Apesar de não ser um músculo, a mente precisa ser exercitada!

Treine o seu cérebro com aplicativos 

A tecnologia tem um papel fundamental para o biohacking. É por meio de aparelhos tecnológicos que conseguirmos conhecer mais e explorar o cérebro. 

Um bom exemplo disso são os próprios aplicativos de celular. 

Existem jogos excelentes, como: sudoku, quebra-cabeças, jogo da memória, caça-palavras, jogo de palavras e sinônimos e tantos outros. 

Todos eles estimulam várias habilidades mentais de uma só vez, como: foco, memória, concentração, raciocínio lógico, etc. 

Não acumule tarefas

Ter uma agenda bem organizada é importante, também. A organização faz com que a mente seja mais produtiva, independentemente do horário. 

Já na hora de criar o roteiro do seu dia, deixe as tarefas mais complexas para a manhã. Afinal, no começo do dia, o seu cérebro ainda estará descansado. 

Outra medida que vale a pena é fazer pequenas pausas ao longo das tarefas. Parar 10 minutos, por exemplo, já ajuda a “arejar a cabeça”. 

Nos intervalos, faça outras atividade prazerosas, como: tomar café, brincar com o seu pet, admirar a natureza, abraçar os familiares e o que mais lhe der satisfação!

Para saber mais sobre as diferentes formas de hackear seu cerébro, acesse o nosso site!

E não deixe de conhecer a loja Dr. Inteligente